"Quando a caminhada fica dura, só os duros continuam caminhando."
"Esse é o primeiro texto que escrevo estando sob o efeito de álcool. Sinto muito, sinto tanto que precisei encher a cara, castigar o meu fígado ao máximo, tentar afogar gota a gota esse peso, a vaidade e o egoísmo que existem dentro de mim. Cansado da falsa benevolência das pessoas, briguei com deus e não tenho com quem desabafar. Quero ser eu outra vez, mas nunca foi tão difícil de me encontrar como nesse último mês. Sinto falta de algumas coisas, existem três buracos em meu peito, foram feitos por tiros de realidade. É como se minha alma tivesse sido caprichosamente descosturada do meu corpo. Um buraco para a falta de crença, outro para o desgaste emocional e um terceiro que ainda não consegui dar-lhe sentido, mas não quer dizer que não esteja ali, sangrando como os outros. O medo comeu minha crença. Estou em uma dança íntima e iminente com meu próprio fim. Vejo o anjo da morte no centro da lagoa em plena luz do dia. Me desarmo, sem pudor, perco o medo, me entreguei. Renasci."
Sereno. A Embriaguez de estar Sóbrio.  (via sereno)

(Des)pensar

Quando eu penso que finalmente o caminho está certo, vem a vida e altera todas as estradas, cria uma mais curta e oportuna, e infelizmente, não sou eu quem estou trilhando-a.

Quando eu penso que as situações estão boas pra mim, vem outras situações para me certificar que está tudo errado novamente.

E dessa vez não é amor, não é o coração que doi, ou talvez de certa forma ate seja… Porque sim, é uma forma de amor, amor pelos desafios, pela rotina e pelo que eu faço. Doi saber que meus passos são tão fracos, que minhas pernas são tão curtas, doi mais que outra dor, porque dessa vez eu sou a vítima e o causador. Eu sou a única que pode mudar, sou a única que quer mudar de caminho, dar passos longos e breves.

Me mostra novas formas de fazer isso, Deus. Isso me mata mais do que qualquer outra coisa. Mata, destrói, massacra, tortura, doi muito.

Renunciaria mais do que se pode imaginar. Renuncio! Renunciarei! Só me dá a oportunidade, Senhor!

"Basta lembrar que nós encontramos a felicidade plena quando nos apaixonamos, não por alguém, mas pela vida."

Depois de muito tempo sem ti, depois do meu sofrimento silencioso, descobri que o mundo é bem maior que amores findados, que o mundo é um conjunto deles, que o fim é normal e que nada mata, só dá uma sacudida pra ver a realidade. É normal assim como dormir e acordar com um susto. Aprendi com isso e com o passado que somos completos e felizes só.

"Basta lembrar que nós encontramos a felicidade plena quando nos apaixonamos, não por alguém, mas pela vida."

"Lembrar do passado, é sofrer duas vezes."
Lisbela e o Prisioneiro.   (via reverenciador)